quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O Caos e Eu

Eu me tornei tudo o que eu costumava odiar. Parece que o espírito do Caos me abandonou. Mesmo minha escrita agora é um nada mais organizada, mais cuidadosa. Eu me tornei um homem comum, um escravo da Ordem e das regras deste mundinho triste, patético, fraco e maçante.

Por anos venho me sentindo fraco. Meu ser não transborda mais o mesmo poder de antes. Não sinto mais a imensidão vazia infinita. (Devo admitir que isso parece reconfortante, não fosse pela outra forma de vazio que tomou seu lugar: o vazio da mente, da alma, da ganância por grandeza). Morreu o espaço amplo aonde as grandes idéias surgiam.

Eu controlava tormentas, ventos, trovões e tempestades. Eu dominava mentes e espíritos e vontades. Minhas mãos podiam curar ou ferir com um único toque... Eu criava Pensamentos Vivos a partir de minha própria Vontade, e minha vontade apenas! Agora, posso ver apenas a superfície das mentes alheias, e mesmo a minha própria foge de meu controle de tempos em tempos. Isso costumava ser... Inimaginável! Esqueci todo meu conhecimento arcano, e os poucos feitiços de que me recordo... Bem, não tenho mais o poder para lançá-los.

Quando eu expulsei o Caos de dentro de mim, eu buscava conforto; a capacidade de aceitar me resignar. Eu tentava me adaptar, lidar com minha nova vida trivial, mas agora eu vejo que o Caos tinha um último truque guardado em sua manga: Ele atendeu meu pedido, partindo com um sorriso presunçoso nos lábios, e disse: "Tome Cuidado com o quê você deseja!". O próprio Caos me recomendou que tomasse cuidado... Eu deveria ter-lhe dado ouvidos!

Agora eu sou Par e sinto falta de ser Ímpar. Refiro-me a mim mesmo como "homem" não com o sentido de "Ser humano de sexo Masculino", mas sim como "Adulto", pela primeira vez em toda minha vida.

Eu imploro para que o Caos retorne... Mas meus feitiços não funcionam...

Um comentário:

Omar disse...

Podia ser pior, mto pior... ser impar nem sempre eh a melhor coisa. Basta ver o Plano do Sofrimento Eterno que se diz impar.

PS: juro que tentei comentar uma coisa que não envolvesse aquele lugar, mas falando c vc a vontade eh mais forte...